Buscar

Uma breve perspectiva do que é o homem à luz do livro “Nossa Humanidade” de Francis Wolff:




Houve uma mudança de paradigma marcado no fim do século passado, pois antes se pensava no homem como um animal como os outros e agora é “homem estrutural”. Não é a primeira vez que esse paradigma muda. A imagem do homem, ao longo da história, não produz só diferenças meramente teóricas, mas envolve também questões práticas. O livro “Nossa Humanidade” está pensando nessas questões práticas. Com isso, parece que a partir da definição do que seria o homem é que nós podemos ver quais teorias ou conhecimentos científicos são validos. Ao nos perguntarmos “o que é homem?” e respondermos em seguida, nós poderíamos traçar rotas de diversos outros pressupostos, fatos, conhecimentos, saberes, o que faríamos diante disso etc. Sendo assim, tudo girará em torno da definição do que seja homem.

A definição de homem racional se deu na antiguidade, mais precisamente, na filosofia de Aristóteles. Essa definição perdurou por muito tempo. Para Aristóteles essa definição de homem está estreitamente ligada as ciências naturais. O filósofo pensou que só “animal” como definição do homem não seria o suficiente de descrever e definir as especificidades do humano. Então, vimos que as propostas do Aristóteles de definir o homem seria um animal político ou um ani