Buscar

Realeza à Ruína

Atualizado: 31 de jul. de 2021



No Brasil, é cotidianamente discutido a grandeza dos clubes, história e a relevância de seus títulos. Certamente, o Cruzeiro Esporte Clube é vencedor e merecedor da tríplice coroa em alusão aos títulos de 2003, sendo o Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Brasileirão, retirada este ano para fortalecer a marca, segundo nota oficial do próprio clube.


O time vencedor da Copa do Brasil de 2018 parecia se consolidar como candidato a títulos importantes no ano seguinte, como cantava torcedora ao ecoar que com Wagner Pires e Itair Machado, então presidente e vice, respectivamente, o tri da Libertadores estaria bem adiantado. Entretanto, a ingênua fanática não imaginava que esses anteriormente citados estariam envolvidos diretamente na queda para a segunda divisão nacional no mesmo ano, junto a polêmicas de corrupção. Dentro do antigo Palestra Itália há acusações de rachadinhas na venda do lateral Mayke ao Palmeiras e em contrato com o empresário Cristiano Richard.


Em 2019, o clube mineiro, diante do mesmo Palmeiras de Mayke, jogou sua última partida pela série A do Brasileirão até então. A partida, marcada por gol do atacante Dudu ao som de bombas na arquibancada e torcedor folclórico “Fé” indo embora correndo, foi a prova de que não seria fácil retornar no centenário do time à elite.


Ao chegar 2020,