Buscar

Paulo Guedes e perspectivas para a liberdade no Brasil

Paulo Guedes é PhD em economia pela Universidade de Chicago e atual ministro da Economia do Brasil.

A escola na qual o Ministro se formou, possui alta defesa do livre-mercado e do liberalismo, inclusive quando foi nomeado pelo atual Presidente da República Jair Bolsonaro, essas ideias eram as principais defendidas por Paulo Guedes.



O discurso dado por Paulo Guedes quando assumiu a posse em janeiro de 2019 foi o seguinte: “Nós vamos na direção da liberal democracia, nós vamos abrir a economia, nós vamos simplificar impostos, nós vamos privatizar, nós vamos descentralizar recursos para os Estados e municípios.”

Havia especificamente três etapas pelas quais o Brasil deveria passar para alcançar estes objetivos: a reforma da previdência, a reforma tributária e o programa de privatizações.


Sobre a reforma da previdência:

Como é sabido, dentre os planos citados anteriormente somente à reforma previdenciária foi aprovada, no entanto nem Paulo Guedes, nem Bolsonaro possuem mérito para tal feito. A reforma foi liderada pelo atual presidente da Câmara Rodrigo Maia, juntamente com o engajamento do Congresso. Sem contar que tal reforma já havia sido amadurada pelo ex Presidente da República, Michel Temer.


Sobre a reforma tributária:

Em primeiro lugar, é necessário entender a necessidade da reforma tributária: No Brasil, há mais de um tributo que incide sobre a mesma base de capitação, resumidamente, é compensado o valor cobrado do imposto nas etapas anteriores da cadeia produtiva para evitar a incidência da tributação em diversas áreas da cadeia de produção, e isso é extremamente prejudicial, pois essa tributação tende a prejudicar a competitividade das indústrias brasileiras por diversos fatores, porque quem participa das primeiras etapas de produção se tornam responsáveis pelo pagamento de tributos das empresas que participam das etapas em sequência.


As propostas do Senado e da Câmara