Buscar

O que foi o AI-5



No dia 16/02/2021, o Deputado Daniel Silveira do PSL, foi preso acusado de direcionar xingamentos ao Supremo Tribunal Federal, com um palavreado acusado como “gravíssimo” pelo ministro Alexandre de Moraes. Entre toda essa repercussão do caso, o que entrou em destaque, inclusive no trending topics do twitter, foi o AI-5. O mesmo já havia se mostrado a favor do Ato Institucional, causando uma revolta grande nas redes, e também uma incógnita para aqueles que não sabiam o que o mesmo significava.


Mas então vem o questionamento, o que foi o AI-5?


O ato inconstitucional número 5, foi considerado o golpe mais duro durante o regime militar. Implantado no dia 13 de dezembro de 1968, durante o governo do general Costa e Silva.


Durante o ato, houve o fechamento do Congresso Nacional, fez com que o Presidente tivesse acesso a antigos mandatos, interferisse nas políticas estaduais e municipais, confiscasse bens privados e demitisse funcionários públicos. Além disso, foi considerado o pior período ditatorial no quesito censura aos meios de comunicação e de tortura.


No ano de 2020, uma pesquisa foi realizada pelo jornal “Folha de S. Paulo”, que constatou que 65% das pessoas entrevistadas por eles, nunca tinha ouvido falar sobre o ato institucional número 5. Com esses dados, ressalta-se a importância de falar sobre os decretos que ocorreram durante o período ditatorial e suas consequências a população brasileira.


Dessa forma, se não houver debates constantes sobre a ditadura militar no Brasil, mais nós veremos a declaração ignorante em defesa desse período, o que é extremamente preocupante para a mensagem que futuramente será passada. Ressaltar o quão sombrio e destruidor foram os anos de 1964-1985 é fundamental, sempre lembrando que as respostas e as devidas “punições’’ aos defensores e participantes do mesmo, nunca ocorreram.