Buscar

O que é liberalismo?

O filho do iluminismo



No contexto político que o Brasil vive, entender algumas ideologias e conceitos se torna fundamental para a compreender o atual momento, uma ideologia que vem crescendo em popularidade desde 2014 no Brasil é o tal do Liberalismo, que iremos discorrer sobre nesse texto.

Enfim, o que é Liberalismo? É uma corrente ideológica que tem sua origem na Inglaterra, em 1689 com a publicação das seguintes obras “Segundo Tratado Sobre o Governo” e “Ensaio acerca do Entendimento Humano” , por John Locke (1632-1704), O Pai do Liberalismo. Locke, em suas principais obras ressaltava o quanto o Estado atrapalhava nas relações de comércio dos indivíduos e consequentemente comprometendo as interações sociais entre os mesmos, neste momento de extrema coerção por parte do Estado em relação ao indivíduo nasce uma das principais teorias políticas e econômicas da história, a “Teoria de Estado Mínimo”, que dizia basicamente que havia uma necessidade orgânica da sociedade de mercado e do estado de natureza do homem de o Estado limitar-se apenas à garantia dos direitos naturais do indivíduo, não se metendo na economia e nas relações de cada indivíduo. Os direitos naturais que o Estado deveria zelar eram três segundo John Locke: Propriedade, Vida e Liberdade. Essa necessidade inerente de um Estado menos abrangente se da pelo motivo de que agimos individualmente de acordo com nossas vontades exclusivas, sendo assim cada um tem sua perspectiva de acordo com o que acha interessante, deste modo impossibilitando a possível crença de um “Bem Comum”, uma vez que se tentarmos aplica-lo iremos violar um dos três direitos naturais, o direito à liberdade, pois o Estado então estaria nos colocando em um caminho que não necessariamente nos convém, por consequência destrói a conservação dos outras direitos, destruindo o conceito de propriedade em nome de um bem comum utópico e inexistente . Após as teorias de Locke, muitos outros seguiram o caminho da liberdade e continuaram a dar corpo ao liberalismo, como Adam Smith, o Pai da Economia Moderna, que inovou os conceitos do