Buscar

NBA – Um guia rápido sobre o melhor basquete do mundo

Atualizado: 24 de set. de 2021

A NBA não é novidade para nós brasileiros, há quem se lembre do dominante Chicago Bulls de Michael Jordan passando nas telas da TV aberta nos anos 90 encantando a todos. Porém, com a queda de audiência, emissoras como Rede TV e Band pararam de transmitir o melhor basquete do mundo, se tornando uma exclusividade da ESPN na TV a cabo.

Entretanto com a chegada da pandemia e a volta da transmissão de jogos gratuitos por meio do YouTube a NBA voltou aos holofotes no Brasil, com a incerteza da volta do futebol, milhares de fãs migraram em busca de um esporte para se entreter.

Mas com um esporte completamente diferente, várias novidades aparecem e nessa matéria irei explicar algumas das principais posições, regras e termos que podem ser vistos e ouvidos em transmissões e matérias.


As Regras Principais


Vamos do começo, o objetivo do basquete é colocar a bola na cesta com a mão, ganha o time que terminar com mais pontos. Na NBA, os jogos são divididos em 4 tempos (ou quartos) de 12 minutos cada, cada equipe possui 24 segundos de posse não podendo exceder esse tempo, é como se eles tivessem 24 segundos para fazer a jogada. As cestas podem ser de 2 ou 3 pontos, de 3 pontos são as cestas do perímetro, como deixarei explicado abaixo:



Quanto as faltas temos 3 tipos principais: As pessoais, técnicas e flagrantes.


Faltas Pessoais: É o tipo mais comum de falta no jogo e podem ser recompensadas de duas formas, se o atleta que sofrer a falta estiver em movimento de finalização (seja arremesso ou bandeja) ele cobra 2 lances livres, se ele sofrer a falta e mesmo assim fizer a cesta, é cobrado somente 1. Caso o atleta não esteja finalizando a jogada e sofrer a falta, o time bate somente um lateral, sem lances livres. O atleta que cometer 6 faltas em um jogo é expulso, mas diferente do futebol, ele pode voltar para a partida seguinte.