Buscar

Mundial de 2012: o último campeão sul-americano



O Mundial de Clubes da FIFA de 2012 foi marcado pela Vitória de um time sul americano em cima de um europeu, surpreendendo o mundo inteiro. Os times que jogaram esse mundial foram: o Sanfrecce Hiroshima (campeão nacional japonês), o Chelsea (campeão continental europeu), o Auckland City (campeão continental da Oceania), o Corinthians (campeão continental da América do Sul), o Monterrey (campeão continental da América do Norte), o Al-Ahly (campeão continental africano) e o Ulsan Hyundai (campeão continental asiático).


Conforme os jogos foram se passando, chegamos às semifinais, que foram realizadas nas cidades de Nagoia e Yokohama. As partidas das Semifinais foram disputadas por Corinthians e Al-Ahly e Chelsea e Monterrey. Na primeira partida, o Corinthians se classificou para final em uma partida muito sofrida com um único gol de Paolo Guerrero aos 27 minutos do primeiro tempo, com uma cabeçada após um cruzamento vindo de Emerson. Já o Chelsea ganhou de 3x1 do Monterrey, com dois gols de Fernando Torres (aos 25 do 1º tempo e aos 15 do 2º tempo) e um gol de David Luiz (aos 40 do 2º tempo), enquanto o Monterrey marcou com César Delgado.


A final foi disputada no Estádio Internacional de Yokohama, na região metropolitana Tóquio, onde os brasileiros do Corinthians enfrentaram os ingleses do Chelsea em um duelo já previsto antes da competição pela baixa qualidade dos adversários. Os ingleses iam como os grandes favoritos para ganhar esse mundial, pois obviamente possuíam uma equipe superior, mesmo entrando em campo com menos da metade dos titulares da final da Champions League. Mas uma coisa com que eles não contavam era com a resistência e garra dos brasileiros, o que fez com o Corinthians ganhasse a partida.


Aos 24 do segundo tempo, com o estádio lotado de torcedores corintianos, o time partia ao ataque, após jogada de Chicão e Emerson, a bola chegava a Jorge Henrique, que tocava de cabeça para Paulinho que tentaria dominar a bola, mas ela acabaria escapando, mas mesmo assim ela sobraria para Danilo, que limpou a bola da zaga e chutou em Petr Cech, que desvia e faz com que ela sobre no alto para Guerrero, que cabeceia para dentro do gol adversário, abrindo um a zero no placar. Após um resto de segundo tempo muito agitado com várias chances para os ingleses, que obrigaram o goleiro Cássio a defender diversas vezes. Mas depois de muito sufoco, o juiz apita o fim da partida e assim o Corinthians levanta o mundo! Se tornando o último campeão mundial vindo da América do Sul (pelo menos por enquanto).