Buscar

Isaac Newton


Mundialmente conhecido, sir Isaac Newton, nascido dia 4 de janeiro de 1643, na Inglaterra (ou dia 25 de dezembro, se usarmos como referência o calendário usado na época). Filho de camponeses, o cientista, físico, autor e matemático, nunca chegou a conhecer seu pai, morto cerca de três meses antes de seu filho nascer. Já com dois anos, quando sua mãe encontrou um novo marido, Newton partira morar com sua avó.

Estudou na King’sSchool, onde era considerado um aluno bem mediano. Entretanto, decidiu esforçar-se após sofre bullying (passando, assim, a ser um dos melhores, se não o melhor, aluno da escola). Aos 14 anos de idade, teve que voltar a casa de sua mãe, pelo falecimento de seu padrasto, para que pudesse tomar conta do trabalho na lavoura. No entanto, Isaac não se dedicava aos seus afazeres, e acabava passando o tempo imerso na leitura. Já com seus 18 anos, foi aceito no Trinity College (da Universidade de Cambrige), recebendo seu grau de Bachael em Artes (1665), após quatro anos de estudo. Após esses ocorridos, tornou-se amigo do professor Isaac Barrow, que o instigou a desenvolver suas aptidões matemáticas, tornando-o seu assistente.

Dentre os anos 1665 e 1667, sua universidade ficou fechada, em consequência da pandemia de peste bubônica, que matou 1/10 da população inglesa, assim fazendo Isaac retornar a casa mais uma vez. Durante esse período conturbado, Newton “fez” as descobertas mais importantes da ciência (fez entre aspas, pois todos sabem que Newton roubou a ideia do cálculo e publicou-a), como: descobriu a lei fundamental da gravitação, imaginou as leis básicas da Mecânica e aplicou-as aos corpos celestes, inventou os métodos de cálculo diferencial e integral, além de estabelecer os alicerces de suas grandes descobertas ópticas. (dito como comentário: Isaac Newton não batia muito bem da cabeça, tomando muitas coisas como verdade absoluta, ele perdeu muitos anos procurando mensagens ocultas na bíblia {algo que ele não teria bagagem intelectual e acadêmica para fazer}, perdeu cerca de 175 libras em um investimento {atualmente, 24.170 libras}, em uma empresa quem nem se quer ouviu mais falar e, como se já não fosse o bastante, acreditava que a luz saia de nossos olhos e fez um experimento em seu próprio olho, o furando com uma agulha {pelo ocorrido, teve que se isolar da luz em uma cabana, a qual entrou uma réstia de luz que fora separada pelo prisma, como estudamos hoje nas escolas).

Em 1666, Newton foi o único a perceber a lei que seria básica para a compreensão de vários fenômenos — antes inexplicáveis — que ocorriam no universo. Ao cair da árvore, a mais célebre maçã da história da ciência, motivou em Newton a ideia de gravitação universal. “Por que caiu a maçã?”, partindo dessa pergunta, chegou à descoberta de uma das mais importantes leis científicas. Isaac Newton elaborou então uma das mais fundamentais de todas as leis, a “lei da gravitação universal”. Nela sustentou e provou que cada partícula de matéria atrai toda partícula outra, de matéria.

Newton foi sagrado cavaleiro da coroa britânica pela Rainha Anne, em abril de 1705. Como nunca casou ou teve filhos, quando morreu em 31 de março de 1727, Newton não deixou herdeiros. Seus estudos são sua maior herança para a humanidade. Estes continuam sendo aplicados e celebrados até hoje.