Buscar

Força e movimento




Ao longo do desenvolvimento científico na história, surgiram inúmeras discussões a respeito da relação entre a força e o movimento. Para Aristóteles (384-322 a.C.), a velocidade só poderia existir caso houvesse a aplicação de uma força. Segundo seu raciocínio, um objeto só pode atingir o repouso se a força atuante for cessada.


Somente no século XVII, a partir das contribuições do italiano Galileu Galilei (1564-1642), foi possível ter clareza a respeito das ideias relacionadas a força e movimento. Para Galileu, a força é responsável pela variação do valor da velocidade, desse modo, um objeto que se movimente com velocidade constante não estaria submetido à ação de força alguma. Segundo a visão do físico italiano, um objeto, após ser impulsionado, só entraria em repouso por causa da ação de forças externas, como as forças de atrito com o solo e o ar. Caso não exista atrito, um objeto, uma vez impulsionado, permaneceria infinitamente em movimento.


As contribuições trazidas pelo físico inglês