Buscar

Fast Fashion, o que é?

Atualizado: 21 de out. de 2021

Até o século 18, as roupas eram bem demoradas a serem confeccionadas. Para poder fazer uma peça de roupa, era necessário ter os tecidos, moldes e materiais a fins para poder realizar o trabalho, custando muito tempo e dinheiro. Por isso, era comum as roupas durarem mais tempo.


Em 1790, tivemos uma mudança um tanto... drástica, a Revolução Industrial, que facilitou os processos de forma gradativa. A invenção das máquinas de costura, por exemplo, ajudou muito para que as roupas fossem feitas de maneira mais rápida e com um número maior de quantidade.


O conceito de fast fashion, ``moda rápida`` em português, surgiu apenas em 1990, com a mão de obra e matéria prima barata na indústria têxtil. Lojas como Zara, H&M e TopShop investiram em peças que aparentam ter um modelo de alta costura, porém, elas têm um custo baixo para o consumidor e são mais ``fáceis`` de estragar.


Impactos do Fast Fashion


Os impactos sociais e ambientais estão coladinhos quando falamos de fast fashion, mesmo tendo pouco tempo de existência, não é difícil achar problemas relacionados.


A indústria da moda é a segunda que mais polui no mundo todo, por conta das tintas de baixa qualidade, produtos insolúveis ou até mesmo de metais pesados.


Outro fator que prejudica muito o ambiente, é o descarte de roupas. Sendo as peças produzidas pela fast fashion de material descartável e acabam sendo jogadas fora.


O fast fashion afeta a mentalidade do consumidor. As roupas, que antigamente eram tratadas como bens duráveis, hoje são vistas como algo descartável, utilizadas por um período curto de tempo.