Buscar

Entendendo o Espaço-Tempo


Imagine que te deram coordenadas para uma festa, entre duas ruas, no décimo andar de um prédio. Você vai até lá, mas quando chega, a festa já acabou. O que faltou para que você chegasse na festa? Isso mesmo, o horário. Para descrever um espaço, só precisamos das três dimensões (largura, comprimento e altura), mas se formos descrever um evento, precisamos de mais uma, o tempo. Ele é ligado ao espaço (espaço-tempo), e normalmente esquecemos disso por sempre estarmos no presente.


Mas calma, como isso é difícil de absorver (demorei muito), eu vou te explicar na teoria. Esse conceito faz parte da Teoria da Relatividade de Albert Einstein, que tem alguns de seus princípios sendo: as leis da natureza são iguais para todas as pessoas, em todos os cantos do universo e a velocidade da luz é a mesma (299 milhões de metros por segundo) em todas as condições, também independente de seu referente inercial. Essas duas situações são conhecidas como 1° e 2° Princípios da Relatividade Restrita. Para físicos antes de Einstein, se um pulso luminoso fosse enviado de um lado para o outro, pessoas em diferentes pontos concordariam com o tempo (por ser absoluto), mas nem sempre com a distância percorrida (pelo espaço não ser absoluto). Já na teoria da relatividade, sabemos que a velocidade da luz é a distância percorrida dividida pelo tempo levado, além de ser a mesma para todos os observadores. Consequentemente, se discordassem com a distância percorrida, teriam que discordar com o tempo levado, portanto, o tempo é relativo e conectado com o espaço!


Além disso, o espaço-tempo é representado por Einstein como se fosse um tipo de lona de cama-elástica, a qual passa por todo o universo. Se colocarmos uma bola nessa lona, ela certamente vai afundar. É exatamente isso que acontece com os corpos celestes. Quanto mais massa o corpo tem, mais ele afunda e altera o espaço-tempo, atraindo outros corpos a ficarem em sua órbita. Vemos isso no nosso sistema solar, onde o Sol, que tem a maior massa, atrai os planetas a orbitarem ele. Isso também acontece na