Buscar

Doce medo

"Costuma falar de seus cachos, como se não fossem ensurdecentes

murmuram de seu olhar, como se fosse uma simples mirada

todos amam como sempre está vivente

no seu jeito infantil e inocente de encarar essa jornada

pergunta-me o sentido do "amar"

como se fosse, um ato desesperado de enxergar

respondo-te de simples maneira

pelo enorme medo, de te perder por uma vida inteira."