Buscar

Como uma ditadura transformou o Real Madrid em um gigante europeu?


Espanha, 1939, após uma sangrenta guerra civil o General Francisco Franco assume o poder do país e fica nele por 30 anos. Durante esse intervalo de 3 décadas, o Real Madrid que havia somente 2 títulos da La Liga passa a ter 16 troféus do campeonato em suas estantes. Coincidência? Não é o que os historiadores dizem.


Foto da equipe do Real Madrid prestando continência antes das partidas, década de 40.


Que o futebol é uma importante ferramenta política todos já sabem, o Colo-Colo no Chile e o Brasil de 1970 são ótimos exemplos de como o esporte pode ser uma propaganda política forte para um governo. E, com o Real Madrid, não foi diferente. Na época da ditadura, dois clubes dominavam o futebol espanhol: o Barcelona e o Athletic Bilbao. O Barcelona representa a Catalunha e o Athletic, o País Basco, duas regiões separatistas que lutam por independência da Espanha. Então para o Ditador o problema era claro, como que dois times que nem espanhóis queriam ser poderiam representar o esporte do país? Com isso entra a teoria apresentada por jornalistas e historiadores: Franco investiu no Real Madrid e o transformou em um gigante.

Apresentado pelo jornalista Carles Torras, o document