Buscar

Como a meditação pode mudar a sua vida?

Atualizado: 4 de abr. de 2021

(Experiência própria)



Origem

Também conhecida como mindfulness, ou atenção plena. A técnica originária do antigo Hinduísmo posteriormente adaptada por Sidarta Gautama (Buda), chamando-a de SATIPATTHANA (manter atenção no interior). Sua prática é independente de escolha religiosa.


Efeitos no cérebro

Durante uma ressonância magnética feita com um monge enquanto meditava, notou-se grandes “ondas de compaixão” em seu cérebro. Isso se dá pelo desenvolvimento do córtex pré-frontal, que é responsável, de modo geral, pelo foco, raciocínio, autocontrole, inibição, emoções e empatia. Além disso, são formadas novas conexões neurais devido à neuroplasticidade do cérebro, e também, as amígdalas cerebrais que coordenam nossos impulsos de reação, ansiedade e de dor.


Portanto, quanto mais se pratica menos reativo te tornas, pois, passa a viver a dor, seja qual for no momento, reconhecendo-a ao invés de antecipá-la, logo o sofrimento diminui e o autocontrole aumenta.


Prática

Tradicionalmente, consiste em sentar-se num local preferencialmente silencioso, de maneira confortável e com a coluna alinhada (não é necessário ambiente ritualístico, incenso etc). As diversas técnicas giram em torno da respiração consciente, as mais comuns tem a respiração diafragmática como base.