Buscar

Blackpink: as titãs do Pop internacional

Em meio a continua e crescente onda do fenômeno mundial que envolve o gênero musical do K-pop (ou pop coreano), vários grupos vem se destacando internacionalmente por conta dessa onda, um dos principais é o girlgroup Blackpink, conhecidas por misturar hip hop, pop coreano, pop ocidental e eletrônico, por suas músicas cheias de atitude/swag e por seus videoclipes extravagantes e extremamente caros.

O grupo é formado por quatro pessoas, sendo elas: Jisoo Kim, nascida em janeiro de 95 é a mais velha do grupo e é sul coreana; Jennie Kim, nascida em janeiro de 96 é sul coreana mas cresceu na Nova Zelândia; Rosé Park (ou Park, Chaeyoung), nasceu em fevereiro de 97, na Nova Zelandia e cresceu na Australia; e Lalisa Manoban nascida em março de 97 é a mais nova do grupo e a única que não possui ascendência coreana, pois nasceu e cresceu na Tailândia.



Após anos de treino, o grupo que originalmente deveria ter debutado em 2012 com nove integrantes, foi ter a sua estreia apenas em 8 de agosto de 2016, quando as integrantes foram apresentadas via teasers no canal do YouTube da YG Entertainment, empresa a qual elas possuem um contrato. Elas estrearam com as músicas: “Boombayah” e “Whistle”, as duas chegaram ao topo das paradas digitais sul coreanas e alcançaram o topo da billboard worldwide digital songs. Após isso, as meninas voltaram em 31 de outubro, com mais duas músicas e videoclipes, essas duas músicas foram : “Playing with Fire” e “Stay”, uma das favoritas dos fãs. Após promoções de ambas as músicas em shows de variedades, elas entraram em um hiato de oito meses, do qual retornaram apenas em 22 de junho de 2017, com um single chamado “As If Its Your Last”, o qual fez elas ganharem mais atenção no mercado internacional. Após promoções do single em reality shows e em shows de variedades, elas entraram em outro hiato.

Elas voltaram em julho de 2018 com o EP “Square Up” e com o vídeoclipe de “DDU-DU DDU-DU”, o qual se tornaria o videoclipe mais visto do grupo, com um total de 1.4 bilhões de visualizações no YouTube. Junto com “DDU-DU DDU-DU”, o EP Square Up teve outras três músicas chamadas : “Forever Young”, “Really” e “See U Later”, após isso, elas fizeram uma turnê pela Coreia do Sul e pelo Japão, nesse meio tempo, gravaram um feat com a cantora Dua Lipa, chamado “Kiss and Make Up”.

Logo no início de 2019, elas iniciaram sua turnê mundial, começando pela Ásia e logo depois, dando uma pequena pausa para gravarem o seu comeback. Esse veio com o EP intitulado “Kill This Love”, em que o videoclipe da música com mesmo nome bateu o recorde de videoclipe mais visto em 24 horas e é o segundo vídeoclipe mais visto do grupo, com 1.2 bilhões de visualizações. O EP também foi acompanhado de outras três musicas chamadas: “Dont Know What To Do”, “Kick It” e “Hope Not”. Logo após o lançamento de "Kill This love", elas voltaram a focar na sua turnê mundial, começando pelo festival de Coachella, no qual elas se apresentaram nos dois finais de semana, tendo o seu primeiro show extremamente aclamado pela crítica, em seguida, elas fizeram o resto de sua turnê e ficaram algum tempo fora dos holofotes.

Elas retornaram em 25 de maio desse ano, em uma colaboração com a cantora Lady Gaga, chamada “Sour Candy”, a qual também foi aclamada pela crítica, depois disso, elas voltaram em junho, com o pre release single chamado “How You Like That”, em 26 de junho desse ano, o vídeoclipe teve a maior live de estreia do youtube e detém o recorde de vídeoclipe a atingir mais rápido 100 milhões de visualizações, além disso, é o vídeoclipe mais assistido em 24 horas na história do YouTube. Com isso elas voltaram com outro pré release single em 28 de agosto, o qual foi uma parceria com a cantora Selena Gomez, intitulado “Ice Cream”, esse recebeu críticas mistas em relação ao conceito. Em setembro, foi anunciado que elas lançariam o seu primeiro álbum chamado “The Album”, cujo lançamento foi marcado para 2 de outubro, junto com o lançamento do principal single do Álbum, chamado "Lovesick Girls” Na mesma semana, foi anunciado que elas teriam o seu próprio documentário na Netflix chamado: “Blackpink Light Up The Sky”, o qual foi ao ar no dia 14 de