Buscar

Aplicando para os EUA: Teste de Proficiência em Inglês


Para garantir que os muitos estudantes internacionais provenientes de países que não adotam o inglês como idioma oficial e que chegam às faculdades americanas todos os anos, não enfrentam problemas de compreensão das aulas ou de comunicação, muitas escolas dos Estados Unidos requisitam que esses indivíduos realizem um teste que avalie seu grau de fluência da língua.

Esse tipo de prova não é exigido por todas as faculdades americanas, e algumas instituições até mesmo oferecem cursos de aperfeiçoamento do idioma para os alunos que necessitem, então, caso você ainda não domine totalmente o inglês, não há motivo para se desesperar.

Se a faculdade para a qual você estiver aplicando exigir um teste de proficiência, é importante conferir qual, porque há vários, sendo que os dois mais utilizados são o TOEFL e o IELTS.





TOEFL (Test of English as a Foreign Language)


Existem três variações do exame: TOEFL ITP (Institutional Testing Program), TOEFL IBT (Internet Based Test) e TOEFL PBT (Paper Based Test).

Cada modelo possui estrutura e propósito diferentes. O TOEFL ITP é mais utilizado como prova de conclusão de cursinhos de Inglês, e o TOEFL PBT vem sendo lentamente descontinuado, pois as pessoas têm aderido cada vez mais à versão digital.

Quando a questão é admissão em faculdades, a versão mais utilizada da prova, por ser a mais completa, é o TOEFL IBT. Por isso, vamos focar nas características desse modelo.

Administrado pela ETS (Educational Testing Service), o TOEFL IBT é dividido em quatro seções (Speaking, Reading, Listening e Writing), e, apesar de ser digital, é preciso ir até um dos centros aplicadores