Buscar

Analisando: The Wilds

“The Wilds”, série da Amazon Prime, apresenta 8 protagonistas mulheres que precisam lidar com seus fantasmas do passado, enquanto tentam sobreviver em uma ilha.


Pressão Social


A história de cada personagem é mostrada ao decorrer da série com breves flashbacks - partes em que a série volta para eventos passados -, e é possível entender gradativamente por que as personagens agem do jeito que agem na ilha. Enquanto algumas tinham que lidar com problemas domiciliares, onde os pais exigiam nada menos do que a perfeição - como é o caso de Fatin e Shelby -, outras lidam com o preconceito voltado à sexualidade.


Saúde Mental


Cada uma estava lutando contra problemas difíceis antes da queda do avião. Leah passava por um estado de depressão depois de uma desilusão amorosa, Rachel enfrenta um transtorno alimentar com o propósito de obter o corpo ideal para continuar sendo uma atleta, e Martha que se vê constantemente comparando-se com outras adolescentes por meio das redes sociais ao mesmo tempo em que tenta melhorar sua autoestima.

O tópico é abordado em todos os episódios da série e mostra como a limitação dos sentimentos gera problemas e influência na personalidade de cada um, exclusivamente para uma jovem, cujo momento é de descoberta.



Empoderamento Feminino e Autoconhecimento


O que era para uma viagem para um retiro feminista - chamado de “O Amanhecer de Eva” - se transforma em uma jornada de autoconhecimento e sobrevivência. Cada episódio conta a história de uma das meninas, e se percebe que na verdade, suas vidas não foram interrompidas por conta da queda do avião, mas sim elas obtiveram tempo de refletir sobre o estilo de vida que tomavam antes e como poderiam começar a agir ao voltar para a sociedade. Ao mesmo tempo em que precisam conviver em harmonia e assumir as responsabilidades de viverem sozinhas na ilha.