Buscar

A origem do dinheiro

No último post, você aprendeu os conceitos básicos de economia e está pronto para seguir o próximo passo, hoje você aprenderá a função da moeda dentro da economia.


Séculos atrás quando se falava em moedas e dinheiro, as pessoas pensavam em moedas de metais. Hoje em dia é comum pensarmos em cédulas, no entanto, o futuro está caminhando para uma economia cada vez mais digital, utilizando cartões de crédito, transferências eletrônicas, o PIX e claro as criptomoedas.


Ainda que deixemos de lado a moeda física, o dinheiro é o ponto central de uma economia, mas como funcionavam as trocas antes da existência dele? Por que as pessoas trocam? As trocas são a base essencial da economia e desempenham papel fundamental para que possamos viver, e como vimos no último post, quando ocorre uma troca, ambos os envolvidos se satisfazem, por definição. Antes de o dinheiro existir, eram realizadas as trocas diretas, que hoje em dia conhecemos como escambo (permuta ou troca direta criando uma transação com contrato em que cada uma das partes envolvidas oferece um bem e/ou serviço para receber um bem e/ou serviço), como por exemplo: João oferece a Pedro seus serviços como jardineiro em troca de pão e manteiga.


O principal problema do escambo foi que nem sempre os indivíduos poderiam aceitar trocar de forma que ambos saíssem satisfeitos. Por exemplo, os indivíduos poderiam não se interessar pelos pães de Pedro e ele não teria como trocar seus bens, ou teria que encontrar alguém que se interessasse e futuramente poder trocar pelo que ele mesmo deseja.


Como surge o dinheiro: